Governo do Amazonas, por meio da Sejusc, distribuirá
10 mil máscaras de tecido em terminais de Manaus nesta
segunda (1°/06)

Data marca o início da reabertura gradual do comércio de atividades não essenciais

 

Para proteger a população que retornará para suas atividades, o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), distribuirá 10 mil máscaras de tecido nos cincos Terminais de Integração de Manaus, como medida de prevenção e combate ao novo coronavírus (Covid-19). As máscaras serão distribuídas no horário de maior circulação de pessoas, nesta segunda-feira (1º/06), das 6h às 8h.


Ao todo, 50 servidores da Sejusc estarão nos terminais realizando a distribuição das máscaras, sendo 2 mil por terminal. Os itens de proteção foram feitos pelas profissionais do projeto “Costurando a Esperança, Protegendo Vidas”, desenvolvido pelo Governo do Amazonas para garantir renda para pelo menos 200 costureiras desempregadas, além de ajudar na confecção e distribuição de 1 milhão de máscaras para a população em situação de vulnerabilidade.

 

De acordo com a secretária Caroline Braz, titular da Sejusc, o governador Wilson Lima vem adotando todas as medidas necessárias para proteger a população e conseguir vencer a batalha contra o coronavírus.

 

“Como forma de conscientizar e proteger a população nessa data que marca a reabertura gradual das atividades não essenciais, a Secretaria de Justiça distribuirá 10 mil máscaras nos cinco terminais da cidade. É uma forma de informar e garantir que a população não se descuide dos cuidados”, disse a titular da Sejusc.

 

Ela destaca que é preciso continuar utilizando a máscara, fazer toda a higiene constante das mãos, e não é hora de relaxar e afrouxar nenhum destes cuidados. “Vamos retomar algumas atividades, mas precisamos agora reforçar toda a prevenção e proteção”, finalizou.

 

Cuidados importantes – Seguindo as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Ministério da Saúde, as máscaras de tecido não devem ser utilizadas por longo tempo (máximo de 3 horas); trocar após esse período e sempre que estiver úmida, com sujeira aparente, danificada ou se houver dificuldade para respirar; higienizar as mãos com água e sabonete ou preparação alcoólica a 70% ao chegar em casa; retire a máscara e coloque para lavar; repita os procedimentos de higienização das mãos após a retirada do item de proteção; e não a compartilhe, ainda que ela esteja lavada.

 

Ciclos – A reabertura de alguns estabelecimentos a partir do dia 1° de junho integra o plano de reabertura gradual do comércio de atividades não essenciais. Entre os locais que retomam suas atividades nesta segunda-feira (1°/06) estão igrejas e templos; lojas de artigos esportivos, de bicicleta, artigos para casa, vestuário, acessórios, calçados, entre outras.

 

FOTOS: Charles Pessoa/Secom